RIOgaleão alcança 60% de avanço nas obras de infraestrutura em um ano de operação

Cortesia: RIOgaleão.

Cortesia: RIOgaleão.

A menos de um ano dos Jogos Olímpicos e prestes a completar um ano à frente da operação do Aeroporto Internacional Tom Jobim – marco que será atingido amanhã (12/8) – o RIOgaleão, empresa que tem como sócias privadas a Odebrecht TransPort e a Changi Airports International, alcança 60% de avanço físico das obras de melhoria de infraestrutura do aeroporto.

Com investimento de R$ 2 bilhões até abril de 2016, o projeto inclui a construção do Píer Sul, com 100.000 m², que terá 26 novas pontes de embarque, novos banheiros e fraldários, duplicando a área de Duty Free para 8.000 m2, além de 14 esteiras rolantes, 14 elevadores, seis escadas rolantes e cerca de 6 mil m² dedicados a salas Vips. Três entre as 26 novas pontes de embarque contarão com especificações técnicas para acomodar aeronaves do código F, consideradas as maiores do mundo (A-380 e 747-8). O RIOgaleão foi o primeiro aeroporto do Brasil a receber autorização da ANAC para pouso e decolagem do A-380.

No terminal 2, serão inaugurados 12 pórticos de raio-x, 12 elevadores e 15 escadas rolantes. Ao final das obras, serão aproximadamente 30 mil m² destinados a novos estabelecimentos comerciais no píer e no terminal 2. A concessionária também concluirá a revitalização e automatização dos sistemas de energia, ar-condicionado e sinalização. Um novo sistema de sonorização, totalmente digital, estará completamente implantado até o fim deste ano. Além disso, serão substituídas todas as 32 pontes de embarque de passageiros existentes hoje nos terminais 1 e 2. Os novos equipamentos começarão a ser instalados em outubro desse ano e estarão em plena operação antes dos Jogos Olímpicos. Um novo Centro de Controle Operacional contará com modernos sistemas de gerenciamento aeroportuário e concentrará todos os envolvidos na operação do aeroporto. As obras de melhorias incluem, ainda, o edifício-garagem com acesso direto ao terminal 2, que terá sete andares e 2.700 novas vagas, com sistema de informação automatizada sobre a disponibilidade em cada um dos andares.

“Sabemos que ainda há muito trabalho pela frente, nestes 25 anos de concessão, para sermos o aeroporto que o Rio de Janeiro merece, mas temos a satisfação de constatar que a percepção dos passageiros começa a refletir as melhorias implementadas. Nosso objetivo é continuar melhorando a experiência de todos os passageiros, visitantes e integrantes que trabalham aqui e recuperar o orgulho do carioca pelo seu aeroporto. Estamos tranquilos que nossa operação estará preparada para receber os Jogos Olímpicos com a qualidade compatível com os aeroportos de todo o mundo.”, afirma Luiz Rocha, presidente da concessionária RIOgaleão.

Cortesia: RIOgaleão.

Cortesia: RIOgaleão.

Na pesquisa trimestral realizada pela Secretaria de Aviação Civil (SAC), o RIOgaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim, subiu quatro posições e passou do 13º para o 9º lugar, com pontuação recorde de 4,13 numa escala de 1 a 5, mesmo com as obras em andamento. Em um ano de operação, a concessionária já inaugurou 33 novas posições de check-in e mais de 60 novos serviços de alimentação e varejo, além de melhorar o funcionamento de escadas rolantes e elevadores. Hoje, o RIOgaleão abre ao público as seis esteiras rolantes do conector, que ligam o terminal 1 ao terminal 2. A obra foi iniciada pela concessionária em maio e as três primeiras esteiras rolantes foram inauguradas ainda no mês de junho, com a finalização do processo em apenas três meses, proporcionando aos passageiros mais conforto e agilidade em seus deslocamentos.

Os investimentos e compromissos assumidos pela concessionária permitiram a obtenção do certificado operacional definitivo, concedido pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e o alfandegamento, liberado em definitivo pela Receita Federal. Ambos atestam que o aeroporto está atuando de acordo com as normas internacionais de segurança operacional.

Modernização do terminal de cargas reduz em 20% o tempo de liberação dos produtos

A concessionária também já iniciou as reformas dos terminais de importação e exportação, galpões e escritórios, além da aquisição de novos equipamentos e adoção de novos processos e procedimentos na armazenagem e movimentação das cargas. Esses investimentos em curso já proporcionaram uma redução de 20% no tempo médio de liberação de cargas, um ganho de extremo benefício para os clientes. O RIOgaleão Cargo é uma plataforma logística multimodal e de localização estratégica situado a 17 km do Porto do Rio de Janeiro e conectado às principais rodovias do Brasil. O terminal de cargas do aeroporto conta com uma pista de 4 mil metros – a mais longa do Brasil – e nove posições dedicadas a cargueiros, que podem operar 24 horas por dia, sem restrições de capacidade ou de horário para pousos.

Tabela de investimentos:

AÇÃO NÚMEROS
Plano de investimentos até 2039 R$ 5,2 bilhões
Plano de investimentos até 2016 R$ 2 bilhões
Sistema elétrico R$ 13 milhões
Sistema de ar-condicionado R$ 12 milhões
Sistema de sonorização R$ 2,2 milhões
Terminal de Cargas R$ 26 milhões
Escadas rolantes R$ 6 milhões
Estabelecimentos comerciais 60 novas operações
Modernização dos estacionamentos já existentes R$ 20 milhões
Área total de terminais de passageiros até 2016 (terminais 1 e 2 e novo píer) 416.000 m²
Novos voos 60
Novos destinos 8
Companhias aéreas 25
Esteiras rolantes (conector terminais 1 e 2) R$ 3 milhões
33 novas pontes de embarque R$ 46 milhões
33 Novas posições de check in R$ 1,4 milhão

Fonte: RIOgaleão.

Leave a Reply