Honeywell aprimora eficiência de combustível da Virgin Atlantic com sistema de gestão de voo

Cortesia: Honeywell.

Cortesia: Honeywell.

A Honeywell Aerospace anunciou que a Virgin Atlantic Airways será a primeira companhia aérea a instalar o novo serviço de gestão de voo que ajuda a aumentar a eficiência e a conservação do combustível. O sistema de gestão de voo da Honeywell (FMS) irá oferecer aos pilotos informações atualizadas e customizadas sobre o vento e a temperatura para otimizar o perfil vertical e aprimorar previsões de combustível. A Virgin Atlantic irá implementar o sistema no seu Airbus A330 e na frota A340, nos quais o tempo e a economia de combustível podem ser maximizados.

“As equipes da Virgin Atlantic e da Honeywell trabalharam juntas para desenvolver e introduzir esse serviço excelente”, afirma Phil Maher, vice-presidente executivo de operações da Virgin Atlantic. “Estou confiante de que os ganhos de eficiência de combustível e as melhorias operacionais que experimentamos terão um impacto positivo em nossas operações, clientes e profissionais”.

O novo serviço de datalink da Honeywell, FMS, vai de encontro à expertise da companhia no que diz respeito à conectividade e gestão de voo e oferece informações contínuas e atualizadas sobre o vento e a temperatura diretamente para a aeronave por meio do Data Center Global da Honeywell (GDC), um serviço de suporte inovador.

O acesso aos dados mais recentes sobre o vento e a temperatura são especialmente eficazes em voos longos, quando pequenas mudanças no vento e na temperatura podem ter um maior impacto sobre a otimização de seleção de altitude, cálculo da descida e controle de velocidade. Cada um desses elementos podem melhorar significativamente a eficiência do combustível.

“O custo do combustível é um dos maiores para os nossos clientes, e nós criamos o primeiro sistema de gestão de voo na década de 1970 em resposta à crise de combustíveis da indústria mundial para ajudar os clientes a pouparem dinheiro e combustível”, diz John Bolton, presidente de transporte aéreo e regional da Honeywell Aerospace. “Agora estamos evoluindo nossos sistemas de gestão de voo oferecendo um novo serviço que permite fornecer recomendações otimizadas à tripulação, o que pode dar aos pilotos da Virgin Atlantic as ferramentas que precisavam para tomar decisões durante o voo poupando tempo e diminuindo o consumo de combustível – dois itens que impactam diretamente no resultado final”.

Além de fazer a previsão meteorológica mais recente durante o voo, o serviço de datalink FMS da Honeywell também atualiza os planos iniciais de voo a pedido do FMS, otimizando a carga de trabalho e permitindo à tripulação se concentrar em outras tarefas importantes. Sem o FMS, os pilotos normalmente inserem as informações meteorológicas manualmente antes do voo.

Sobre o serviço de datalink FMS da Honeywell

A Honeywell tem sido líder na tecnologia FMS desde que foi criada na década de 1970. O FMS tradicional faz cálculos baseados em informações de previsão de vento e temperatura em determinados locais e altitudes durante a trajetória de voo. Para fazer essas previsões, os pilotos costumam inserir informações meteorológicas manualmente antes de decolarem. Entretanto, previsões meteorológicas ao longo do trajeto tornam-se obsoletas, especialmente em voos longos. O serviço de datalink FMS é o próximo passo para a evolução da gestão de voo.

Fonte: Honeywell.

Leave a Reply