Terminal de Cargas do Aeroporto de Natal recebe cargueiro da Lufthansa Cargo

Cortesia: Lufthansa Cargo.

Cortesia: Lufthansa Cargo.

O cargueiro MD-11 da Lufthansa Cargo pousou neste domingo no Terminal de Cargas do Aeroporto de Natal, às 13h50 e decolou às 15h45 em direção a Frankfurt, na Alemanha. A aeronave transportou para a Europa mamões produzida em fazendas brasileiras. As frutas chegaram ao Aeroporto de Natal em carretas vindas de fazendas do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco. Ao todo foram embarcadas mais de 20 toneladas.

Além de exportar as frutas para a Alemanha, a Lufthansa Cargo trouxe 10 toneladas de insumos para a montadora FCA, situada no polo industrial de Goiana,  em Pernambuco. A partir de agora os voos entre Natal e Frankfurt serão semanais.

De acordo com Cleverton Vighy, gerente regional da Lufthansa Cargo, a empresa estudou outras possibilidades para a criação de um novo voo, mas chegou à conclusão que Natal e o Rio Grande do Norte como um todo reuniam boas oportunidades tanto para exportação – em especial as frutas – quanto para importação (peças automotivas).

“As condições em Natal são altamente promissoras, o aeroporto começou a funcionar há 18 meses, com novas facilidades para a área de carga, o que inclui um sistema de monitoramento por câmeras e uma área de 115 metros quadrados com temperatura controlada.” Outros benefícios citados pelo executivo são serviços de ground handling rápidos e qualificados. “Nos primeiros três meses do ano, 1500 toneladas cúbicas de carga aérea partiu ou chegou a Natal, agora vamos oferecer uma capacidade semanal de 100 toneladas cúbicas a bordo do nosso cargueiro.”

A novidade é uma grande conquista para o Aeroporto de Natal. Além da localização geográfica estratégica, o Terminal de Cargas tem tecnologia de ponta para atender demandas dessa natureza. Para o presidente da Inframerica, concessionária que administra o aeroporto, engenheiro José Luis Menghini, ao atrair exportações a partir de Natal, a Inframerica contribui para a economia do Estado, arrecadando impostos e gerando empregos diretos e indiretos para o Rio Grande do Norte. “Em um ano de operação, o Aeroporto vem apresentando um crescimento notável e o Terminal de Cargas também. Para nós, o progresso do Terminal é resultado do esforço de todos que trabalharam para tornar o Aeroporto de Natal o melhor do Nordeste

Dos itens exportados através do Terminal de Cargas do Aeroporto de Natal para a Europa, 60% estão frutas frescas in natura (mamão, manga, abacaxi), para os Estados Unidos, 35% são peixes frescos (Atum e Meca) e os outros 5% são diversos, como tecidos e carga geral. Já as importações em sua maioria, são peças e máquinas para os parques eólicos, equipamentos para estudo (universidades), peças e máquinas para o polo industrial em Goiana/PE.
Neste primeiro ano de operação, o Terminal de Cargas recebeu a primeira remessa da maior exportação de gado já realizada pelo Rio Grande do Norte. Foram enviados para a cidade de Dakar, no Senegal, 140 animais (machos reprodutores e fêmeas da raça Guzerá). Ao longo deste ano serão embarcadas pelo Aeroporto mais de 400 cabeças de gado para a África.

Fonte: Lufthansa Cargo.

Leave a Reply