American Airlines e Qantas Airways vão oferecer novos voos entre Estados Unidos e Austrália

Cortesia: American Airlines.

Cortesia: American Airlines.

A American Airlines e a Qantas Airways planejam expandir significativamente sua relação comercial, com novos voos entre Estados Unidos e a Austrália. As novas rotas entre o Aeroporto Internacional de Los Angeles (LAX) e o Aeroporto de Sydney (SYD), operadas pela American Airlines, e entre o Aeroporto Internacional de São Francisco (SFO) e SYD, operadas pela Qantas, oferecerão mais opções aos clientes.

Com a aliança reforçada, a American iniciará operações diárias, sem escalas, entre Los Angeles e Sidney, em 17 de dezembro de 2015, fortalecendo ainda mais sua malha global e seu hub de nível internacional em LAX. Com início em 20 de dezembro de 2015, a Qantas começará a operar entre Sidney e São Francisco, expandindo a rede conjunta das companhias para outro importante mercado para viagens de negócios e lazer. O serviço será operado inicialmente em dias de pico e aumentará para seis vezes por semana até janeiro de 2016. Aguardando aprovações regulamentares, a expansão representa a evolução natural da colaboração entre American e Qantas, com partilha de receitas e outros acordos que proporcionam às companhias uma plataforma para estabelecer vínculos comerciais mais estreitos e uma experiência ainda mais rápida e integrada aos clientes nas rotas entre a América do Norte e a Austrália/Nova Zelândia. A relação, mais próxima e mais integrada, também proporciona oportunidades de crescimento futuro em mercados transpacíficos não atendidos atualmente por nenhuma das companhias aéreas, como o da Nova Zelândia.

“A Qantas tem sido uma parceira fantástica por meio da oneworld e da nossa relação comercial e o fortalecimento desses vínculos nos proporcionou uma base sólida para apresentar os voos operados pela American Airlines na região australiana”, afirma Doug Parker, presidente e CEO da American Airlines. “Nossos clientes pediram que expandíssemos nossas operações para importantes destinos comerciais no Pacífico, e decolar nossa principal aeronave, o Boeing 777-300ER, para Sydney proporcionará outra experiência de viagem de nível internacional, saindo de nosso principal hub em LAX”, completa.

“Por mais de 20 anos, trabalhamos em parceria com a American Airlines para proporcionar a nossos clientes a melhor rede em ambos os lados do Pacífico”, comenta Alan Joyce, CEO do Grupo Qantas. “Estamos animados em levar essa aliança para um novo patamar e expandir nossos serviços para novos destinos, incluindo São Francisco – o maior destino corporativo direto não atendido na Austrália. Estamos presenciando um forte crescimento no número de visitantes na Austrália e queremos transportar mais viajantes dos Estados Unidos em toda a nossa ampla rede de voos domésticos e internacionais na região do Pacífico Sul”, diz.

Por meio de sua relação comercial, a American e a Qantas proporcionam maior conectividade com destinos além de seus hubs principais. Os clientes que viajam da Austrália têm acesso a mais de 150 destinos em toda a América do Norte, na ampla rede da American Airlines de Dallas/Fort Worth, Los Angeles e São Francisco. Isso inclui serviços de transporte para o Aeroporto John F. Kennedy (JFK) de Nova Iorque a partir de LAX e de SFO, na única aeronave verdadeiramente de três classes voando nessas rotas, o Airbus A321T. Saindo de LAX, os clientes podem fazer conexão para mais de 50 destinos. A American Airlines passou a atender sete novos destinos saindo do hub de LAX no último ano, incluindo Atlanta, Belize, Edmonton, Guadalajara, San Antonio, Tampa e Vancouver.

Os clientes da América do Norte têm acesso a aproximadamente 60 outros destinos em toda a Austrália e Nova Zelândia, quando fazem conexões a partir das rotas transpacíficas da Qantas saindo de Sydney.

O novo serviço da American entre Los Angeles e Sydney entrará em operação com o modelo “estado da arte” e de três classes, o Boeing 777-300ER. A aeronave proporciona assentos com acesso a todos os corredores, totalmente reclináveis e um bar walk-up nas cabines premium; os assentos Extras na Cabine Principal proporcionam mais espaço para as pernas; e todos os assentos possuem telas de entretenimento pessoal com até 250 filmes, mais de 180 programas de TV e mais de 350 opções de áudio, Wi-Fi de capacidade internacional, tomadas universais de energia A/C e entradas USB.

A Qantas operará seu voo entre Sydney e São Francisco com um Boeing 747-400 com configuração interior alinhada à aeronave carro-chefe da companhia, o Airbus A380. Essa aeronave possui a Skybed, o leito premiado, totalmente horizontal, desenhado por Marc Newson na Classe Executiva, assentos personalizados com estofado ergonômico na Classe Econômica e a última tecnologia de bordo, com telas grandes instaladas nos encostos em cada cabine, oferecendo mais de 1.500 opções de entretenimento. A rota SYD-LAX da Qantas continuará sendo operada com o A380.

Fonte: American Airlines.

Leave a Reply