Airbus A350 XWB realiza testes climáticos na Flórida

“Versão em Português / The English version is after the Portuguese version.”

Airbus-A350-XWB-Climatic-Tests-United-States-USA-Copyrighted-to-Airbus (1)

Sendo a primeira vez que uma aeronave da Airbus está realizando testes no Laboratório Climático de McKinley da Força Aérea dos Estados Unidos, o A350 e seus vários sistemas e instalações de cabine foram submetidos a uma ampla gama de condições climáticas para maior plenitude e verificações de operabilidade antes da entrega deste novo jato no final deste ano.

A Airbus trouxe o A350 XWB MSN2 à facilidade na Base Aérea de Eglin, na Flórida para mais de duas semanas de avaliações neste mês, o qual esta aeronave foi submetida a várias configurações climáticas e de umidade desde uma elevada temperatura de 45º C até temperaturas negativas em torno de -40º C.

Airbus-A350-XWB-Climatic-Tests-United-States-USA-Copyrighted-to-Airbus (2)

O diretor de testes de voo Philippe Foucault disse que vários sistemas do A350 XWB – de entretenimento a bordo e ar condicionado para as galerias, sistemas de água e resíduos – foram validados quando o A350 XWB foi fechado em um grande hangar do laboratório. O teste incluiu operações com os motores ligados, o que exigiu que a aeronave ficasse firmemente acorrentada no lugar.

O A350 XWB é uma das maiores aeronaves já testadas no Laboratório Climático de McKinley, exigindo que as equipes iniciassem os seus preparativos, seis meses antes da chegada do avião. “Esta é uma ferramenta, e os operadores do laboratório são os mestres dela”, disse Foucault. “Eles fizeram tudo parecer possível.”

Fonte: Airbus.

Tradução: Aviation News.

Toda a mídia deste artigo é cortesia da Airbus.

________________________________________________________________

Airbus A350 XWB performs climatic tests in Florida

Airbus-A350-XWB-Climatic-Tests-United-States-USA-Copyrighted-to-Airbus (1)

The first-ever testing of an Airbus aircraft at the U.S. Air Force’s McKinley Climatic Laboratory subjected the A350 XWB and its various systems and cabin installations to a full range of conditions for further maturity and operability verifications prior to this new jetliner’s delivery start-up later this year.

Airbus brought A350 XWB MSN2 to the facility at Eglin Air Force Base in Florida for more than two weeks of evaluations this month, during which this developmental aircraft was subjected to multiple climatic and humidity settings from a high of 45 deg. C. to as low as -40 deg. C.

Airbus-A350-XWB-Climatic-Tests-United-States-USA-Copyrighted-to-Airbus (2)

Flight test director Philippe Foucault said the A350 XWB’s various systems – from in-flight entertainment and air conditioning to its galleys, water and waste systems – were validated while the A350 XWB was enclosed in the laboratory’s large hangar.  Testing included operations with the engines running, which required the A350 XWB to be securely chained in place.

The A350 XWB is one the largest aircraft ever tested at the McKinley Climatic Laboratory, requiring the teams to start their preparations six months prior to arrival.  “This is a one-of-a-kind tool, and the laboratory’s operators are masters of it,” Foucault said. “They made everything seem possible.”

Source: Airbus.

All media in this article is courtesy of Airbus.

Leave a Reply